Uma aventura de muito sexo nas férias

Olá pessoal, meu nome é Tamara tenho 1,65m, 68kg, 33 anos, branquinha dos cabelos escuros meu marido diz que sou muito bonita e gostosa. Meu marido se chama Junior, ele tem 31 anos é alto, simpático e muito bonito. Vou contar pra vocês uma experiência que vivemos no Rio de Janeiro em uma de nossas férias. Eu e meu esposo nos casamos muito cedo e apesar de tudo ele sempre me satisfez na cama e nunca tive o que reclamar. Tudo começou a uns 5 anos atrás onde meu esposo começou a fantasiar um outro homem em nossas relações sexuais, e sempre me instigava a imaginar essa fantasia. No começo eu não aceitei, sou um pouco tradicional ainda e relutei bastante dizendo que o amava e que jamais faria isso com ele, mas meu marido sempre insistia no assunto e eu via o quanto ele ficava excitado. Resolvi então deixar rolar essa imaginação pra ver no que daria sempre deixando claro que jamais faria isso, ele dizia que eu era muito gostosa pra um homem apenas saborear, que éramos jovens e precisávamos viver novas experiências e que adoraria ver outro cara arrombando a minha boceta e me ver gozando loucamente.

Um belo dia ele me trouxe um presente, era um pênis de uns 25cm do tipo realístico, confesso que fiquei surpresa com o presente mas lá no fundo eu adorei. Apelidamos nosso novo brinquedo de Robertão, e ele sempre fazia parte das nossas transas. Eu socava ele na minha boceta com vontade, sentava em cima dele e cavalgava muito deixando ele me arrombar bem gostoso, falava baixarias pro meu marido ver como ele estava me comendo, que estava deixando minha boceta toda arrombada e meu marido adorava ficar assistindo tudo, e muitas vezes ainda deixava ele comer meu cuzinho junto com o Robertão, era uma delícia gosava feito uma cadela no cio. Um dia enquanto estávamos fodendo meu esposo me perguntou se eu gostaria de experimentar um pau de verdade metendo em mim e arrombando a minha boceta, confesso que não sabia o que responder me estremeci por dentro com vontade de experimentar mas mantive minha posição dizendo que não, que o amava e não teria coragem. Ele insistiu dizendo que não teria pressão, que era uma aventura e que eu faria apenas o que quisesse e se quisesse, que não teria problema se desistisse na hora H, eu disse que estava curiosa pra ver como seria. Depois disso voltamos as nossas brincadeiras e não tocamos nesse assunto.

Todo ano tiramos férias no meio do ano só nós dois, deixamos nossos filhos com os avós e viajamos pra algum lugar descansar e nos curtir um pouco e dessa vez iriamos para o Rio de Janeiro. Chegou o dia da viagem coloquei o Robertão na mala sem ele saber e fomos. Chegando no hotel era bem bonito e estilo flat, com cozinha, churrasqueira e uma cama enorme, nosso quarto era final do corredor, bem reservado, ele não perdeu tempo e soltou: Essa cama cabe uns 3 facinho. Olhei pra ele com uma cara de safada a fim de provoca-lo e disse que caberia ate 4 bem coladinhos, rimos e fomos desfazer as malas. A noite chegou e fomos andar para conhecer a cidade. Fomos num restaurante da cidade, tomamos um vinho e ficamos saboreando alguns petiscos. Nesse dia nada de especial rolou, voltamos para o hotel e em um dado momento pedi ora ele pegar algo pra mim e ele viu que o Robertão tinha ido junto na minha mala. Ele sorriu dizendo que eu estava doida pra ser fodida, eu disse que sim (deixando ele imaginar por quem seria) e que por isso tinha levado nosso companheiro. Metemos gostoso e fomos dormir.

No outro dia, coloquei um biquíni bem bonito e bem pequeno pra irmos a praia pegar sol e fomos descer pra tomar café. O salão estava bem lotado e as mesas estavam bem próximas uma das outras, sentamos ao lado de uma mesa que tinha dois homens falando de um jeito que não entendíamos nada. Os dois eram bem bonitos, brancos apresentando uns 35 anos. Meu marido foi servir o café e eu fiquei na mesa sentada pra guardar o lugar e nossas coisas que estavam na mesa e notei que os caras ficavam me encarando sem parar e já estava ficando preocupada do meu marido ver e se aborrecer. Eu estava de biquíni por baixo e um roupão de praia daqueles que mostram tudo mas indiretamente, assim como todos ali estavam vestidos pois o hotel é beira de praia. Meu marido voltou para a mesa e os caras disfarçaram, quando fui me servir os caras foram atrás se servir também, em alguns momentos eles até se esbarravam em mim e pedia desculpas e tal mas eu sabia que era proposital, um cochichava para o outro alguma coisa baixinho olhando pra mim, eu me servi rapidamente e fui sentar. Saímos dali e fomos passar o dia na praia, peguei muito sol com minha bunda a mostra pra cima deixando todos saborearem a vista a vontade, a final de contas ninguém ali me conhecia mesmo e sabia que meu marido adorava isso, ele gosta de me ver safadinha. kkkkkk

O dia se passou e no final da tarde resolvemos voltar para a piscina do hotel. Ficamos ali sentado na beira da piscina tomando umas cervejas e comendo uns petiscos, confesso que eu ja estava toda alegrinha pelas cervejas. Meu marido foi ao bar pegar outra cerveja pra nós e quando de longe vi os dois rapazes que estavam me encarando no café da manhã. Quando meu marido chegou ao bar eles puxaram algum assunto com ele como quem quisesse perguntar algo e ali ficaram conversando por uns 15 minutos e eu fiquei encabulada com aquilo. De repente ambos vieram para a minha direção e então fomos apresentados, um deles se chamava Augusto e o outro se chamava Fernando. O Fernando era espanhol e falava um portunhol e por isso pela manha não entendi nada do que falavam. Eles disseram que o Fernando estava de férias no Brasil e tal, e que no outro dia já retornaria pra casa. Não pude deixar de notar que eles tinham um corpo muito bonito e um volume na sunga que me deixou bem intrigada. Enfim depois de nos apresentarmos eles ficaram ali, ficamos batendo papo e todos tomando umas cervejas. O papo estava bem interessante ambos se conhecendo, eu estava na dentro da água e meu marido sentado na beirada assim como eles também, confesso que na minha cabeça passava várias imaginações sórdidas e as vezes em me erguia como se fosse boiar com a bunda pra cima e com biquíni até o talo, na mesma hora pude observar os nossos dois novos amigos apertando a sunga como se quisesse ajeitar o pinto, kkkkk, estava brincando com fogo e já estava excitada com a situação.

Meu marido parecia não perceber nada e seguíamos em nossa conversa. Os dois entraram na água também acho que pra disfarçar o volume das sungas, e meu marido disse que iria ao banheiro e iria pegar mais cervejas pra gente. Estava ali agora sozinha com aqueles dois bonitões me comendo com os olhos e ajeitando a sunga o tempo todo, vira e mexe eles se mexiam e encostavam em mim e dava pra sentir o pau deles duro dentro da sunga, o Augusto chegou perto de mim e disse que os dois iriam me foder essa noite com ou sem o meu marido, eles estavam doidos pra me fuderem mas sem saber das imaginações do meu marido, mal eles sabiam que se dependesse do meu marido eles poderiam se dar bem. Eu já estava toda molhadinha com a situação mas me tremendo toda de nervoso.

Quando meu marido voltou achei que ele me levaria embora pro nosso apartamento, mas ele perguntou o que eles fariam no resto da noite, de imediato responderam que nada e que ficariam ali tomando mais umas cervejas e iriam para o quarto para arrumar as malas pois já iriam embora no dia seguinte. Quando ouço meu marido convida-los para o nosso apartamento dizendo que poderíamos assar uma carne na sacada pra tomarmos mais umas cervejas e continuarmos o papo. De imediato eles aceitaram e eu já me estremeci toda, mistura de medo com excitação mas entrei na onda e deixei rolar a final de contas poderia ser somente um bate papo mesmo. Meu marido combinou com eles as 20hs pra dar tempo de ir ao mercado e preparar tudo. Compramos tudo e voltamos para o apartamento, organizamos as coisas e meu marido já foi ascendendo a churrasqueira. Eu tomei um banho e coloquei uma roupa bem confortável, um vestidinho preto que ia ate a metade das coxas sem sutiã e sem calcinha, como costumo ficar em casa ate porque ninguém via o que estava por baixo mesmo.

Logo eles chegaram, fui recebe-los e ambos deram uma secada e tentaram disfarçar, eu os cumprimentei normalmente com um beijo no rosto e pedi pra entrarem e ficar a vontade. Fomos todos para a sacada e cozinha onde meu marido estava preparando tudo, fiquei ali em pé na bancada e os nossos visitantes sentados na mesa e novamente percebo eles ajeitarem algo no calção. Meu marido sempre passava por mim pra servi-los e passava a mão na minha bunda bem de leve, determinado tempo dava umas batidinhas como quem queria provocar nossos visitantes. Depois ficamos todos ali na mesa conversando e não sei como mas o assunto foi partindo para o lado de sexo, se eles eram casados ou solteiros, e por ai foi e nisso a mão do meu marido já estava subindo as minhas coxas, quando viu que eu estava sem calcinha e com a boceta toda molhadinha ele me olhou com uma cara de tesão e deu um sorriso bem safado disfarçando. Como a mesa era pequena estávamos todos ali sentado, o Fernando começou a alisar a minha perna com a dele meio que pra ver se eu iria retrucar ou rejeitar, eu deixei rolar pra ver o que ia dar, e de repente senti a mão dele passando pelas minhas coxas, comecei a suar frio pensando o que meu marido acharia mas o tesão era tão grande e comecei imaginar a nossa fantasia deixando rolar, já que eu decidiria o que rolaria ou não. A mão do nosso amigo foi subindo ate chegar na minha boceta que estava toda melada de tesão, eu dei um gemidinho que com certeza meu marido percebeu e disfarçou fingido que não, e ele ficou brincando com minha boceta, ora alisava, ora colocava o dedo dentro me levando ao delírio. Meu marido disse que iria ao banheiro e quando ele saiu da vista sem que eu percebesse o Fernando me deu um beijo de língua que me amoleceu toda me deixando com medo e tesão ao mesmo tempo, socou o dedo na minha boceta e ficou me beijando de língua, como se não importasse com a presença do meu marido, meu marido chegou de fininho e nos pegou ali naquela situação, o Fernando me beijando com o dedo atolado na minha boceta. Fiquei sem saber o que fazer mas rapidamente meu marido sentou ao lado dele tirou meu peito pra fora e começou a chupar, ele chupava de um lado e o Fernando do outro com o dedo alisando minha boceta que escorria de tanto tesão, eu estava delirando e gozei gostoso ali com aquela situação.

Meu marido então sugeriu que fossemos lá para o quarto brincando que a cama estava preparada pra 4 pessoas, rimos todos e fomos. Chegando no quarto o Augusto que estava até então assistindo, se juntou com o Fernando e fez um sanduiche comigo, o Fernando subiu meu vestido e ficou alisando a minha bunda, passando a mão na minha boceta e alisando o meu cuzinho que estava piscando de tanto tesão. O Augusto abaixou meu vestido e ficou chupando meus peitinhos, ai que delicia como eu adoro ser chupada, estava tudo uma delicia e eu estava delirando com a situação, olhei para o meu marido ele estava sentado na beira da cama assistindo tudo de camarote, perguntei se ele não iria participar ele disse que já estava participando e estava adorando assistir tudo, disse pra eu aproveitar porque ele já estava aproveitando. Isso foi um sinal verde pra eu fazer o que quisesse. O Fernando e o Augusto abaixaram o short ficando só de cueca e pra minha surpresa deliciosa vi um volume delicioso na cueca, tirei os dois paus pra fora da cueca e comecei a chupar bem gostoso, ora chupava um ora chupava o outro. O pau do Fernando era grande e grosso e o do Augusto era do tamanho do meu marido só que mais grosso e cabeçudo. Fiquei ali um bom tempo chupando gostoso aqueles paus deliciosos que estavam prestes a me fuder e com certeza o Fernando iria me arrombar, mas já que era isso que meu marido queria então ele ia ter.

O Fernando deitou na cama com o pau pra cima e pediu pra que eu continuasse chupando, enquanto isso o Augusto se aproveitou que estava de quatro com a boceta virada pra ele meteu a rola em mim. O pau dele era menor que do Fernando mas era grosso igual e entrou me abrindo toda, ai que delicia eu estava delirando de tanto tesão que comecei a pedir para o Augusto meter com força na minha boceta que não se fez de rogado, metia com vontade e eu gemia gostoso olhando para o meu marido que parecia estar nas nuvens vendo aquilo tudo, sua esposa dando de quatro e chupando outro cacete. Ficamos nessa posição por um tempo até que o Fernando pediu pra meter em mim, eu mais que depressa deixei ele deixado e sentei em cima dele bem devagar. Como o Augusto já tinha arrombado um pouco a minha boceta o pau do Fernando entrou tudo ate o talo sem muita resistência, quando aquele cacete enorme entrou tudo vi estrelas e gozei tão gostoso que achei que ia desmaiar. O tesão era tanto que logo me recompus e comecei a cavalgar no pau do Fernando devagar enquanto chupava o pau do Augusto, ate que fui aumentando o ritmo e sentando com força deixando aquele pau arrombar a minha boceta. O Fernando estava virando minha boceta do avesso e meu marido estava sentado atrás olhando tudo de perto, filmando e tirando fotos. O Fernando ficou metendo em mim de um jeito tão gostoso que jamais senti, ficamos assim por uns 20 minutos ate que o Fernando pediu pra comer meu cuzinho, meu marido arregalou os olhos e eu disse que não iria aguentar então pedi para o Augusto que tinha o pau menor que o dele pra meter no meu cuzinho. Sai de cima do Fernando e deitei na caminha de bunda pra cima ainda chupando o Fernando, e o Augusto veio pra trás de mim passando lubrificante no meu cuzinho, colocou um dedo, depois 2, quando conseguiu colocar 3 dedos ele passou lubrificante no pau e começou a forçar a entrada do meu cuzinho, foi entrando apertado uma mistura de dor com tesão que foi uma delícia, entrou tudo. Ele foi metendo devagarinho até que toda a dor passou e foi ficando só o prazer, comecei a forçar a bunda para trás e pedi pra ele meter com vontade indo ate o fundo e saindo, eu estava nas nuvens agora dando o cú para um estranho enquanto chupava outro com meu marido assistindo tudo e delirando também de prazer em ver sua esposa dando o cu pra um cacetudo.

Ficamos assim por alguns minutos com o Augusto surrando meu cuzinho enquanto o eu chupava o Fernando bem gostoso. O Fernando não iria aguentar muito tempo pra gozar e implorou pra comer meu cuzinho, eu pedi pro meu marido e disse que ele ia arrombar meu cú e se podia, ele prontamente respondeu dizendo que estávamos ali pra fazer tudo o que eu queria, então o Augusto saiu de cima de mim e trocou de lugar com o Fernando. Ele passou lubrificante no pau e começou a forçar a entradinha do meu cuzinho, confesso que achei que não iria aguentar, mas acho que como o Augusto enlargesseu um pouco facilitou um pouco, o Fernando foi socando cada centímetro daquele cacetão no meu cuzinho até que entrou tudo. Ele começou um vai e vem delicioso indo até o fundo, pedi pro Augusto me dar um pau dele pra eu chupar, enquanto isso o Fernando foi aumentando o ritmo ate que estava socando com força tirando gemidos irreconhecíveis de mim. Eu estava nas nuvens sentindo aquele pau me arrombando toda, estava uma delícia. Meu marido estava quietinho assistindo aqueles machos arrombarem minha buceta e meu cú, até que ele fez um único pedido pra mim, disse que queria me ver com os dois paus dentro de mim ao mesmo tempo, fiquei com medo e disse que não conseguiria, mas o Fernando me acalmou dizendo que faríamos bem devagar e com carinho e que eu não sentiria nada além de prazer, então eu aceitei. Coloquei o Fernando deitado na cama e dentei com a boceta no pau dele, ate que entrou bem gostoso ate o final, depois disso o Augusto posicionou atrás de mim e começou a penetrar meu cuzinho, ai que delicia aquilo tudo, foi entrando devagarinho e depois do Fernando ter alargado meu cú completamente realmente não doeu, fui sentindo aquelas duas toras dentro de mim, não conseguia nem me mexer. Eles foram metendo devagarinho e foram aumentando até que eu já estava soltinha pedindo pra eles socarem com força que iria gozar gostoso. Ficamos assim por uns 15 minutos até que gozei deliciosamente com aqueles dois cacetes dentro de mim, e logo eles anunciaram que iriam gozar, então tiraram os paus de mim e gozaram na minha bunda.

Depois de tanto me foderem estava sem forças e precisava de um banho. Nossos amigos se arrumaram e despediram de nós dizendo que eu era muito gostosa e que quando voltassem ao Brasil novamente pra nos encontrar e tal. Foi a melhor experiência que eu já tive em toda minha vida, meu marido estava com um sorriso de uma orelha na outra e com tudo registrado nas filmagens. Depois disso curtimos a praia e a cidade e voltamos pra casa, eu com a buceta e o cu arrombado mas super feliz e meu marido completamente satisfeito por isso. Conversamos depois sobre o ocorrido e o quanto tinha sido gostoso, pensamos em realizar essa experiência novamente no futuro, quem sabe na próxima viagem, mas hoje fica apenas em nossa lembrança e nas filmagens que assistimos sempre para relembrar.

Espero que tenham gostado, foi uma experiência incrível e verídica que mudou nossa vida sexual pra um nível muito melhor.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.