Tive que dar pro meu filho na quarentena do Corona Vírus!

Eu ando muito assustada com essa pandemia do Corona Vírus! Por mais que eu não seja de grupo de risco, afinal tenho 34 anos e sou saudável, minha preocupação mesmo é com Rafael, meu filho adolescente de 18 anos.

Ele é meu filho único e sou divorciada, então somos só eu e ele! Como mãe meu coração fica apertado! Essa fase jovem é complicada… Rafael adora sair pra festas e ele tem o costume de aparecer sempre com uma namoradinha nova aqui em casa. Meu filho é um cavalinho a todo vapor e essa situação de isolamento deixou ele louco!

Rafael está em casa comigo desde o dia 14 e sexta dia 20 colocou na cabeça que queria sair pra visitar uma garota que mora do outro lado da cidade!

— Rafael você está louco? Você não vai sair por aí nessa epidemia!

— Eu preciso que ir mãe! Não estou louco mas vou acabar ficando!

— Rafa, você não vai desobedecer sua mãe vai?

Meu filho ficou bravo e entrou para o quarto batendo a porta. Fiquei aflita e não sabia o que fazer! Pensei em mil coisas pra acalmar ele, pois cedo ou tarde ele ia querer sair de novo.

Num ato de desespero pensei em uma loucura! A única saída era eu ser a namoradinha dele enquanto durar essa quarentena. Tempos difíceis exigem sacrifícios e toda mãe de verdade se sacrifica pelo filho! Nada mais importa pra mim, só não quero meu filho infectado!

Passei o sábado inteiro tentando digerir essa ideia, pois eu sabia que logo mais à noite ele ia recomeçar o alvoroço pra sair!

Tive que colocar minha imaginação pra funcionar! Logo bem cedo eu entrei no quarto do Rafa e vi ele dormindo só de cueca. Foi difícil mas tentei olhar pra ele não como filho, mas como homem!

Não tinha outro jeito, coloquei minha mão entre as pernas e me estimulei! Com a excitação comecei a ver na cama um homem dormindo cheio de músculos, cheio de energia pra liberar e um volume interessantíssimo na cueca! Ui! Não é caso de ser mãe coruja, mas meu filho é mesmo uma delícia!

Pelo pouco que me estimulei eu vi que ser namoradinha do meu filho era possível! Ainda mais porque sou divorciada há 3 anos e vontade não me falta pra sentir um homem dentro de mim!

Fiquei super animada. Pra isso acontecer só faltava mesmo umas boas taças de vinho! Comecei a beber desde as 6 da tarde, até eu ficar um pouco fora do meu juízo normal! Ofereci ao Rafa uma taça de vinho no quarto e ele aceitou, o que foi ótimo.

Quando deu umas 7 da noite, antes do meu filho dar chiliques, eu fui pro banheiro tomei um banho e depilei minha bocetinha que já ardia de tesão!

Coloquei um sutiã de renda meia-taça vermelho, vesti uma calcinha de renda fio dental e um shortinho curtíssimo, deixando minha raba toda de fora e um capôzinho na frente! Eu estava divina! Tenho 34 anos, mas tenho tudo em cima!

Respirei fundo e saí do banheiro livre, leve e solta, prontinha pra servir ao meu galinho de briga! Sentei no sofá e fiquei assistindo TV, bela e plena!

Quando foi mais tarde veio o meu filhote de novo…

— Mãe, tchau! Mais tarde eu volto!

Mais que depressa eu levantei do sofá e abracei ele.

— Calma querido! Espera!!! Senta aqui primeiro vamos conversar!

Meu filho me viu quase nua e ficou sem palavras! Sexto sentido de mãe, eu sabia que tinha mexido com o homem dentro dele!

Fiz meu filho sentar no sofá e depois sentei do lado dele, sensualmente!

— Querido, está tão perigoso lá fora! Fica comigo hoje? Não queria ficar sozinha!

— Tá, mas o que a gente vai fazer?

— O que você quiser querido! Você que manda! — respondi piscando o olho.

Logo eu percebi ele colocando a mão por cima da calça jeans, escondendo a ereção. Era sinal que eu estava arrasando! Experiente que sou não dei um segundo de fôlego pra ele, já levantei e sentei no colo do meu filho!

— Quer ver um filme com a mamãe? Humm???

Desse momento em diante, meu filho já não era mais meu filho. Ele passou a me ver como mulher!

— Preciso sair! Estou pirando!

— Pirando por que querido? Nossa… estou sentindo uma coisa dura na minha bunda! Será que eu sentei no controle remoto?

— Não, você sentou no meu pau mesmo!

Fingindo surpresa eu levei minha mão à boca.

— Uau, sérioooo!? Nossa querido… Está duro assim por que?

— Adivinha só??? — ele respondeu.

— Hmmm… Acho que posso resolver isso pra você! Faz de conta que sou sua mais nova namoradinha ué!

Levantei do colo do meu filho e ajoelhei no chão, colocando minha cabeça em seu colo. Então eu reparei aquele volumão na calça jeans! Desesperada por um homem abri o zíper da calça e liberei o cacetão do meu filho! Ai que presentão, cheguei a salivar!

Fazia muito tempo que eu não via meu filho pelado e percebi que ele realmente cresceu! E como cresceu!

Sem a menor cerimônia eu agarrei aquele pau e encarnei a vagabunda! Simplesmente abocanhei a tora do meu próprio filho! Rafael ficou fora de si e me agarrou pelos cabelos!

Comecei o sobe e desce e o pau do meu filho encheu a minha boca! Fiquei toda orgulhosa do homem que eu criei! Agora eu entendia porque ele arrasava os corações!

Com meus cabelos enrolados na mão do meu filho eu só queria ser a vagabunda que ele procurava! Eu babava naquele pau, beijava cada centímetro do meu homenzinho! Quando minha boca deu cãibras eu levantei do chão e sentei no colo dele, de frente pra ele. O pauzão do Rafa ficou atravessado na minha bunda, enquanto eu o abraçava contra os meus seios!

Ele puxou meu sutiã e meus seios saltaram pra fora. Rafa abocanhou meus seios e me levou à loucura! Comecei a falar muita bobagem!

— Querendo tomar leite é querido? Mama vai! Vê se acha leite!

Rafael me sugava com vontade, isso me deixou louca! Agarrei ele pelos cabelos e apertei seu rosto nos meus seios!

Depois dele lambuzar meus seios com saliva eu levantei do colo dele e puxei meu filho pelo pau em direção ao meu quarto que estava à meia-luz.

Era hora de experimentar a potência do meu cavalinho! Tirei meu shortinho, minha calcinha e fui já pro meu lugar: de quatro e bumbum empinado!

Meu Rafa não decepcionou como homem! Tirou a roupa e veio pra cima da mamãe com vontade! Montou em mim como um macho e procurou minha bucetinha com a cabeçona do pau! Minha bucetinha estava tão molhada que ela engoliu rapidinho o pau dele!

Ai que delícia, ele me preencheu por completo! O danadinho enrolou meus cabelos na mão bem firme e começou a me estocar! A cada estocada, minha bucetinha alargava mais e eu comecei a gemer de tesão!

— Ai Rafaaa!!! Ai querido!!!

De repente era só cama rangendo e o poc poc poc do saco dele batendo na minha bunda! Eu me sentia viva de novo, tomando na buceta! Rafa era meu orgulho, um homem feito! Ele me castigava com seu instinto de macho!

Coloquei meu dedo na buceta e massageava enquanto sentia aquele tronco me invadir impiedosamente!

— Isso amor!!! Mata sua vontade vai!!! Mamãe tá aqui pra isso!!!

Eu fui trepada por uns 15 minutos sem parar, até que meu galinho de briga começou a gemer e jorrar seu leite dentro de mim!

— Isso queridooo!!!!

Comecei a sentir seu pauzão pulsando dentro de mim, me leitando forte bem no útero, ai foi muito gostoso! Exausto, Rafa caiu do meu lado com o pau à meia-bomba, enquanto sua porra escorria pela minha buceta.

Ainda bem que eu tomo anticoncepcional pra tratar minha TPM, então estava tudo certo!

Naquele momento pensei que havíamos encontrado um motivo delicioso pra gente ficar quietinhos em casa de quarentena! E se depender de mim queria bancar a mulherzinha do meu filho até setembro e deixar esse homenzinho bem calmo até a epidemia passar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.