Meu maridinho é um anjo corninho bem mansinho

Olá tudo bem vou narrar esse delicioso conto erótico que aconteceu comigo, só de lembrar fico com a calcinha toda molhada de tesão com toda a putaria que ocorreu. Eu achava que meu marido nem imaginava quais eram os meus desejos. Eu nunca tive coragem de expor isso, visto que ele não merecia ser magoado. Sempre achei que se falasse, poderia ser encarado como egoísmo da minha parte. O que eu não sabia é que eu estava sendo monitorada pelo meu marido! E a sequência dos acontecimentos, ajudará vocês a entender isso.

Eu sempre acessava os sites de troca de casais, enquanto meu marido estava dormindo. Quando eu percebia qualquer movimento na cama, eu fechava os sites e fingia estar teclando no Face, que já ficava aberto. Quando estava bem tarde, eu ia dormir com a mente cheia de devaneios, cheia de tesão (rsrs).

Meu marido sempre acordou mais cedo e antes de ir para o trabalho, acessava seus e-mails e aquilo que era do seu interesse. Contudo, conforme ele me revelou depois, ele tinha em nosso computador um programa que espionava tudo que eu acessava. E ele já sabia dos meus desejos e estava tentando acostumar-se com a ideia de que eu desejava outro homem. De fato, do tempo decorrido em que eu comecei a desejar isso, até a minha primeira experiência, demorou um certo tempo. Ele justificou isso, dizendo que estava preparando-se emocionalmente e psicologicamente para aquele momento e que tinha que escolher uma pessoa de muita confiança.

Em novembro, ele saiu de férias e viajamos para uma cidade linda onde temos uma residência, e ele levou um sobrinho dele conosco, o André, com quem tínhamos uma relação especial, já que nós patrocinávamos os estudos dele.

André é um jovem de 20 anos e muito namorador. Depois meu esposo revelou porque levou o André naquela viagem; ele havia percebido a forma como o André me olhava, quando vinha passar alguns dias aqui em casa.

Eu, até então, não sabia das intenções do meu marido mas, em uma conversa depois dos fatos, ele revelou que já tinha combinado tudo com André.

Saímos de casa umas 04:00 da manhã e chegamos na nossa casa de passeio umas 10:20. Logo na chegada, meu marido mostrou estar bem disposto e nos chamou para tomar uma banho de rio, que fica bem pertinho. Eu queria dormir e descansar um pouco, mas para não estragar a alegria dele coloquei meu biquíni e uma blusa grande por cima e fomos para o rio.

Ao chegarmos lá, André me olhou de uma forma que até fiquei sem graça e apavorada, pois meu marido poderia ver e termos problemas! Embora, lá no fundo, eu fiquei super excitada com aquele olhar, um olhar que meu marido nunca tinha dado em mim. Quando tirei a blusa e fiquei só de biquíni, a situação piorou. André me olhou e disse que eu estava muito bonita. Ao olhar para sua sunga, vi que seu pau estava parecendo pedra e fiquei excitada, mas preocupada porque meu marido estava ali e já tinha olhado umas 2 vezes para o André e para sua sunga. Fiquei desconfortável e não quis entrar na água. O André logo entrou na água e ficou lá me chamando para ir. Meu marido percebeu que eu estava com vontade e falou: “vai! Fique tranquila!”. Eu ainda perguntei para ele se isso não iria aborrecê-lo, porém ele disse: “porque eu me aborreceria? Vai!”.

E eu fui! Foi ótimo! Estava fazendo muito calor! No entanto, eu não conseguia tirar os olhos do pau do André e dos seus músculos, que com aquele corpo molhado me deixava louca. Na realidade, eu entrei no rio para me molhar propositadamente, para que meu marido e André não percebessem que eu estava muito excitada (rsrs)!

Decidimos voltar para casa e tomamos muita cerveja e outras bebidas. Meu marido disse que ia deitar para descansar um pouco e eu fui com ele. No quarto, ele me pediu para ajudar André a se alojar e que eu fizesse algo para comermos, pois, quando ele acordasse, ia querer almoçar. Tudo uma jogada deles dois (rsrs)!

Pedi para o André tirar as compras das embalagens, enquanto eu ia tomar um banho. Foi quando percebi que estava sendo observada. Ele se escondeu, mas percebi que ele estava me olhando. Ao chegar na cozinha, senti que ele passou bem pertinho de mim e roçando seu peito em minhas costas. Aquilo me arrepiou toda!

Quando comecei a cortar as verduras, ele disse que queria me ajudar e segurou as minhas mãos para apanhar a faca. Senti que ele estava me provocando. Quando olhei para o short dele, o pau dele estava tão duro, que me deu uma vontade louca de colocá-lo na boca. Contudo, não tive coragem porque meu marido estava bem ali e não merecia isso!

Eu acho que o André percebeu minha falta de coragem e ficou um pouco mais incisivo. Ele começou a esfregar os pés dele em minhas pernas. Nessa hora eu me assustei e disse a ele para descontinuar, pois aquilo não estava certo!

Ele se levantou e me deu um beijo daqueles na boca! Fiquei sem fôlego! Tentei me livrar e mostrar negação, mas foi impossível! Eu já estava extasiada! Foi então que devolvi o beijo. Ele já foi passando a mão em meus seios e descendo até minha bucetinha. Ele me olhou com aquela cara de cafajeste e sorriu dizendo: “que beleza! Está molhadinha!”. Falei que deveríamos ficar só naquilo, pois seu tio estava ali e não merecia isso! Já tínhamos chegado longe demais. Ele então me pediu para só chupar minha buceta, na área externa da casa, pois se o meu marido viesse em nossa direção, daria para perceber e reagir a tempo. Então, me sentei na cadeira de frente para a piscina, me arreganhei todinha e recebi aquela boca quente lambendo minha buceta.

Olha, nunca senti algo daquela natureza. Ele chupava minha buceta de uma forma que deixavam meus pés inquietos. Eu ficava arrepiada, trêmula e etc. Quando ele enterrava a língua fundo, eu gemia de loucura. Foi quando o inevitável aconteceu… Pedi para chupar o pau dele! Que pau enorme! Quando ele tirou o short, é que tive noção do tamanho daquele pau. Chupei com muito gosto e tesão! Chupei até os testículos de tanto tesão que eu estava.

Foi quando ele me colocou deitada novamente e puxou a minha calcinha já toda encharcada e jogou na piscina. Me arreganhou e começou a colocar aquela pica maravilhosa dentro de mim. Eu estava adorando e morrendo de preocupação, pois o Lúcio, meu marido, estava bem ali pertinho e podia flagrar-nos.

Ele começou a colocar bem devagar e lentamente. Aquilo me deixava enlouquecida! Ele então começou a socar com muita força e foi inevitável gozar a primeira vez. Pensei que com meu grito, meu marido acordasse e pedi para que o André fosse dar uma olhada. Como ele disse que o quarto estava sem movimento, me senti a vontade para continuar.

Ele me colocou de quatro e invadiu minha bucetinha por trás. Foi muito delicioso! Fazia tanto barulho o atrito do pau dele na minha buceta molhada que me dava mais tesão ainda. E acabei gozando novamente. Minhas pernas estavam muito trêmulas pelo cansaço, mas, durante a penetração em minha xoxota, percebi que ele estava de olho em meu cuzinho, pois com o pau ele estocava minha buceta, mas com o dedo ele tentava alargar meu cu. Eu só não sabia se aguentaria aquele pau enorme em meu cu, pois em minha buceta havia feito um estrago enorme.

Então, ele me pegou e me deitou novamente na cadeira da piscina e me arreganhou todinha. Começou a esfregar o pau na minha buceta melada e a passar em meu cu para lambuzá-lo e lubrificá-lo. Ele começou a tentar penetrar, mas estava difícil, já que não costumo dá-lo ao meu marido.

Ele me pediu para aguardar um pouco e foi lá dentro de casa. De repente, ele voltou com um lubrificante que me chamou a atenção. Porque ele estava com aquilo? Não quis me concentrar nisso e pedi para ele me comer logo que eu não aguentava mais esperar!

Foi então que depois que ele me lubrificou bastante, que colocou aquela cabeça enorme em forma de cogumelo dentro do meu cuzinho. Eu sentia tanta dor que cheguei a fazer xixi. Ele não estocou logo. Ficou com o pau ali dentro até que eu me acostumasse. Depois, começou a empurrar bem levemente. Aquela sensação de dor inicial deu lugar a uma sensação maravilhosa! Então pedi que ele empurrasse com mais rapidez que eu achava que ia gozar. E não deu outra. Ele estocou tão rápido e com tanta força, que gozei novamente e com mais intensidade. Gritei tão alto que se houvessem vizinhos por perto poderia resultar em problemas. Quando olhei para a cadeira da piscina, percebi que estava bem melada, pois quando eu gozo faço xixi ao mesmo tempo (rsrs)!

Ele me pediu para concluir, pois ainda não tinha gozado, e então ele me fez um pedido especial: “posso gozar em sua buceta?”. Eu disse que sem camisinha eu não deixava. Só se fosse em cima! Ele ficou com uma carinha de decepcionado, que me deu pena. De modo que acabei deixando ele gozar dentro de mim, que depois eu poderia tomar algo para evitar uma gravidez, pois isso tornaria tudo mais trágico. Foi então que ele me colocou de ladinho e socou com muita força e rapidez (eu fico arrepiada só de lembrar). Enquanto ele urrava, demonstrando que estava para gozar, eu acabei gozando novamente. Logo após, ele explodiu em gozo! Nunca vi tanta porra… Eu parecia um depósito de esperma (rsrs)! Quando me levantei, começou a escorrer pelas minhas pernas.

Dali mesmo me joguei na piscina para tirar aquilo tudo e ele também. Limpei a cadeira, peguei minha calcinha de dentro da piscina e entrei para tomar banho toda satisfeita e feliz. Depois que almoçamos, trocamos beijos e fui para o quarto ver meu esposo, que estava sorrindo. Perguntei a ele como tinha sido o sono e ele disse que foi maravilhoso. Ele então me perguntou como foi meu dia e sorriu novamente. Fiquei sem entender mas, com aquela sensação de que ele havia visto alguma coisa. E todos os dias em que ficamos ali, ele ia dormir no mesmo horário e me deixava a vontade para transar com seu sobrinho. Ficamos tão à vontade que transamos em outras partes da casa e em outra ocasião eu conto como foram.

Porém, quando chegamos em Salvador, em nossa casa, ele me contou como tudo havia sido programado e que ele tinha visto tudo! Fiquei surpresa, mas feliz. E foi assim que começamos a fazer a troca de casais.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.